NOSSOS VÍDEOS

domingo, 24 de julho de 2022

Cuidado com a sedimentação do seu campo energético - Por: Claudia Souza


Quando entramos num estágio de nossas vidas em que nos integramos a uma determinada realidade que não desejamos modificar, sedimentamos o nosso campo energético. Os nossos anseios, dramas, sentimentos e principalmente pensamentos, formam um conjunto de emanações energéticas de diferentes graus, que formam um emaranhado, nos encaixando em diversos níveis de frequencia. 

Ao desencarnarmos, nossa alma ou "espírito" como alguns gostam de chamar, às vezes não percebe o desligamento do corpo físico, mas a mente, a imaginação e as sensações dos recém saídos do corpo, se potencializam, pois esses não mais possuem todos os órgãos do corpo carnal em pleno funcionamento. Até que aprendamos a desligar dessas necessidades e acostumar com a falta de um corpo, leva algum tempo.

Qual a diferença entre alma e espírito?

Vários mestres religiosos tentaram explicar a diferença entre um e outro. Na maioria das explicações, as definições estabelecidas esclarecem que o espírito é o nível energético de conhecimento do todo, e esse, absorve todos os conhecimentos que a alma residente num corpo físico, foi capaz de vivenciar durante várias encarnações. Por essa razão, muitas pessoas possuem talentos natos.

O espírito por sua vez, habita os campos energéticos de conhecimento, nos quais estão armazenadas as experiências de todos os elementos de graus variados, por exemplo: Um sujeito teve várias encarnações, numa foi médico, noutra foi músico, em outra um camponês... em uma de suas vidas ele amou, constituiu família e morreu velhinho; em outra encarnação, desenvolveu as artes, mas não foi autodidata, teve que aprender, estudar e se dedicar muito, mas por um desequilíbrio qualquer matou alguém ou foi morto e teve que conviver com as energias das desavenças e dos empecilhos... Nessas duas encarnações, ele experimentou todos os resultados de suas ações, e os mais diversos sentimentos e  tipos de emoções. Todo esse conhecimento ficou registrado no seu espírito que é uma centelha do que os mestres cristiciístas chamam de "Força Concentrada dos Elementos de Grau" . 

Esse hipotético indivíduo do nosso exemplo, na programação de sua próxima existência, talvez venha a nascer na família de quem ele matou na encarnação anterior, poderá ser uma criança com dons artísticos e aprenderá sozinho a tocar o seu instrumento musical preferido, mas dessa vez não será necessário se esforçar tanto, porque o seu espírito, já é conhecedor das artes irá intuí-lo, porque adquiriu a essência desse conhecimento na sua vida anterior. É bem possível que esse personagem também tenha facilidades em cuidar de pessoas e entender as suas dores físicas, pois também foi médico nas encarnações anteriores... Por isso encontramos com pessoas que chamamos de inteligentes porque têm facilidade de fazerem várias coisas. Esses seres são espíritos mais velhos que já reencarnaram diversas vezes e por isso possuem maiores habilidades. 

Por que temos que ter cuidado com a sedimentação do nosso campo energético?

Porque tudo aquilo do qual não conseguimos nos desapegar ficará impregnado em nossa alma no momento em que desencarnarmos. Durante a nossa vida, esquecemos que somos espíritos vivendo em um corpo físico e passamos a maior parte do nosso tempo nos preocupando apenas com a manutenção desse corpo. Algumas pessoas chegam a exagerar com os cuidados com a estética e aparência esquecendo-se de cuidar da alma que anima o corpo. Quando desencarnam não sabem como agir fora do corpo e é aí que começa a confusão até que consigam receber a orientação espiritual.

Quando uma pessoa está à beira da morte, por idade avançada ou consciente de que tem alguma doença degenerativa, o seu próprio espírito começa a preparar o estado psíquico da sua alma para o desencarne. Podemos observar esse fato quando um idoso põe-se a esquecer das coisas que possui, das pessoas à sua volta e também torna-se um ser mais amável e compreensivo; ou, aquela pessoa que já foi diagnosticada por alguma doença e passa a perdoar as antigas desavenças e valorizar a companhia e o afeto improváveis se estivesse são e salva. 

O nosso espírito possui um mecanismo de defesa que tenta nos proteger, alertar e advertir quando algo está para nos acontecer. Na maioria das vezes não conseguimos perceber essas intuições porque estamos intimamente barulhentos, agitados e tumultuados de coisas materiais para fazer. Nos ocupamos a maior parte do tempo com gatilhos mentais inúteis, através de modismos e futilidades externas, que nos distanciam do nosso interior e nos impedem de perceber os sinais que o nosso espírito envia constantemente. Essa falta de percepção nos coloca num estado de desequilíbrio constante, nos fazendo oscilar entre realidades dimensionais diferentes e é aí que mora o perigo!

Vamos supor que você está atravessando a rua agitado após ter saído do trabalho, já cansado, correndo, ao atravessar a rua apressado para ir à faculdade é atropelado por um veículo que você nem mesmo percebeu... Nesse momento, você sofreu um impacto que te empurra e derruba, xinga o motorista, mas você está com muita pressa, então, se levanta do chão e continua andando porque está muito focado em chegar rápido ao seu destino;  sai depressa e vai embora, mas não percebe que o seu corpo foi atingido com tamanho impacto, que ficou estirado, morto no chão... Ao entrar na faculdade, você entra na sala, ninguém te vê ou escuta e aí você se dá conta que existe algo diferente... nesse momento percebe que acabou... e agora? Está vivo, mas não consegue mais se fazer ouvir ou mover algo, porque não possui mais aquele corpo... 

O desespero em ter que lidar com algo fora do nosso controle já é assustador sem as nossas  faculdades mentais e cognitivas em funcionamento, imagine sem essas ferramentas do aparelho físico? A falta de percepção da mudança de condição de um estado físico para um campo dimensional, cria um looping energético descontrolado com distorções da realidade dentro do espaço e do tempo. Sem o cérebro, restam as informações que estão armazenadas no nosso espírito e a nossa alma desprendida do corpo recém morto não está devidamente treinada para a nova experiência, porque ao longo dos anos não nos preparamos para isso, sendo assim, demoramos ou nem mesmo conseguimos sintonizar com o nosso espírito também conhecido como o "EU INTERIOR".

Essas alterações sensoriais provocam as alucinações que nos deixam presos num estágio alternativo de existir e não existir ao mesmo tempo. Na inconformidade da suposição de uma inexistência, numa reação de auto defesa, intuitivamente plasmamos na nossa imaginação perispiritual algum pensamento que nos dê a sensação de sentirmos emoções e ainda estarmos vivos, mas o nosso bem estar dependerá do grau de evolução em que estivermos no momento desse desencarne.

Sem o peso do corpo físico para nos manter no chão, nossa alma sutilizada adquire a velocidade da luz e a consciência extrafísica é capaz de perceber os campos dimensionais em frações de segundos, mas como estamos descontrolados, naturalmente somos magnetizados para as energias do descontrole ficando como joguetes de um lado para outro até conseguirmos fixar num determinado ambiente energético.

Recém desencarnados avisados, como os idosos e aqueles que já esperam pelo dia da sua morte, perceberão o seu verdadeiro estado e conseguirão se adaptar sem susto às novas condições, pois como o desencarne já está previamente planejado, esse terá consigo amigos espirituais que estão dentro da mesma faixa vibratória, porém em graus mais elevados. Já os desavisados e desprevenidos terão uma dificuldade maior e ficarão muito confusos e inconformados, normalmente sendo recebidos também por outros espíritos das faixas vibratórias em consonância com as suas vibrações energéticas, esses seres espirituais poderão estar também revoltados, nervosos e malfazejos.

O que fazer para não sedimentar o nosso campo energético?

Ao longo das nossas trajetórias, vivenciando muitas vidas e experiências, nosso espírito que pode ser comparado ao cérebro da nossa alma, guarda em seu banco de dados, tudo aquilo que atestamos no decorrer do período da nossa existência. Ao completarmos o nosso ciclo de vida, levamos conosco todo o nosso aprendizado, na maioria das vezes, embaralhado como se fosse um baralho virado do avesso. Se desencarnamos numa situação inesperada em que não tivemos tempo para refletir as consequências dos nossos atos, somente após o socorro espiritual pós desencarne é que vamos relembrar como organizar essas informações; mas quando desencarnamos idosos, quase sempre tivemos tempo suficiente para fazermos essas reflexões, recebendo assim, o amparo dos nossos guias espirituais com muito mais agilidade, muitas vezes, quando isso acontece nosso inconsciente já está preparado para aceitar o amparo no momento da partida, quase sempre com a presença de algum amigo que reconhecemos dessa ou de outras vidas.

Os traumas gerados espontaneamente na nossa vida ou de terceiros, ficam sedimentados como se fossem manchas na nossa alma. Se uma pessoa sentir extrema culpa por algo que tenha feito de errado  e não se perdoar, essa energia da culpa em determinada frequência, vai magnetizar essa alma e prendê-la naquele estado emocional.  Os relatos psicografados por espíritos que passaram pelo umbral descrevem esse estado psíquico. Em todos os relatos, as almas dos desencarnados encontram o socorro dos espíritos superiores somente quando se acalmam e se perdoam. E por que se perdoam? - Porque sofrem a autopunição até que chegam a conclusão de que enfim merecem perdão por terem sido punidos o suficiente pela culpa.

Se sentem apego pelos familiares ou bens materiais, procuram incessantemente por eles. Alguns aprendem a construir realidades alternativas acessando o campo das ilusões, e, como desencarnados, obtém maior poder de criação dos conhecimentos acumulados pelo seu espírito somado à todos os outros que fazem parte daquela determinada frequência vibratória.

Existem espíritos que ainda estão presos em frequências que contém as informações de épocas antigas. Eles se materializam para médiuns videntes, com roupas, costumes e linguajar da época em que ficaram sedimentados. Recentemente um médium vidente estudioso dos fenômenos paranormais, ao visitar uma mansão abandonada, viu uma dama que o recebeu vestida com roupas do século XVIII e ela o atendeu como se ainda morasse ali, dizendo que iria lhe apresentar as dependências da casa. Aquela senhora ainda não havia se dado conta de que tinha desencarnado e vivia na sua antiga mansão, que ela própria materializou como se fosse quando ainda estava viva, em sua mente espiritual, permaneceu ali, numa realidade paralela, sem perceber que tudo havia mudado, mesmo assim, ela interagiu com o médium sem perceber que os dois estavam em realidades diferentes. Por se tratar de uma mansão abandonada, aquela alma não estava prejudicando ninguém a não ser a si mesma, pois esse processo a prendeu de um modo que não conseguiu evoluir nos últimos séculos. Sabe-se lá até quando ela vai estagnar nesse ciclo. Muitas almas permanecem nessa situação, porque não acreditam que exista uma força superior capaz de movimentar a energia criativa. Quando se cansarem dessa situação e meditarem a respeito de seu estado, perceberão seres superiores que virão ao seu auxílio para ajudar a mudar de padrão vibratório no qual passarão a enxergar as outras realidades. No caso do nosso exemplo, a alma da senhora não queria enxergar a ajuda dos espíritos socorristas, mas enxergava o médium encarnado, porque era o que estava mais próximo da sua realidade no seu grau vibratório, similar ao da vida terrena.

Quando nos desapegamos de certas mágoas, rancores, vaidades e bens materiais, acessamos as frequências vibratórias superiores, mais leves, onde estão as informações dos que já  acumularam conhecimentos suficientes para a sua elevação de grau, descortinando outras opções para a atuação do nosso processo evolutivo. Não queremos dizer com isso que devemos doar todos os nossos bens ou viver uma vida desconfortável, mas que precisamos ter a consciência de que tudo o que temos não é realmente nosso, é apenas um empréstimo para que possamos fazer bom uso enquanto estivermos por aqui. Nada de material que temos aqui levaremos conosco quando partirmos, nem mesmo o nosso corpo. Levaremos algumas lembranças e os conhecimentos adquiridos com as nossas ações e os exemplos dados pelos nossos companheiros durante a jornada terrestre.  Se ao partirmos, livres dos sentimentos que nos magnetizam às frequências mais densas, seremos leves o suficiente para sermos magnetizados pelas energias sutis, claras e luminosas, que nos ajudarão a elevar cada vez mais o nosso padrão evolutivo.

Qual a prova de que tudo isso existe?

Olhe ao redor, se não houvesse movimento do bater de asas das centenas de milhares de aves e borboletas, não haveria brisa. Se não houvesse movimento do planeta, dos animais no fundo dos oceanos, não haveriam ondas no mar. Se a sociedade não vivenciar todas as experiências que fazem parte do seu aprendizado, estagnamos no tempo e sedimentamos o nosso campo energético.

Existem sociedades que ainda vivem como no tempo de Maomé, com suas leis e conceitos primitivos que desrespeitam a individualidade humana. 

Ainda estamos longe de atingir um patamar aceitável de evolução, onde as pessoas tenham consciência do quê e como fazer. Estamos errando ao longo das eras, mas mesmo assim, aprendendo e aos poucos modificando a sociedade. Isso só é possível porque renascemos trazendo conosco a bagagem dos nossos aprendizados e repassamos conhecimentos mais evoluídos de geração à geração.

É algo que a ciência ainda não consegue comprovar, mas existe. Os macacos viviam na mata com dificuldade para conseguir alimentos, até que um dia, um deles deixou cair um coco que facilmente rachou numa pedra, foi quando ele descobriu que uma pedra abre um coco e ele desfrutou da fruta com muito mais facilidade. Seus sucessores chegaram a criar ferramentas como machados e martelos e que foram encontrados recentemente em expedições arqueológicas. Isso é sinal que evoluíram e a prova de que todas as experiências ficam armazenadas no registro akashico que os nossos espíritos acessam, é que foram identificados a similitude de descobertas iguais em pontos longínquos do planeta.

Os felinos sabem naturalmente que precisam se alimentar de outro mamífero da vizinhança e que quando mordem a jugular da presa, conseguem matar mais rápido e com muito mais facilidade abreviando o sofrimento da sua vítima.

Os pássaros e peixes se ajudam mutuamente se agrupando para parecerem grandes aos olhos de outros caçadores da sua cadeia alimentar.

Num pé de Ipê, embora todas as flores sejam parecidas, nenhuma flor é igual a outra.

Num punhado de areia ampliado centenas de vezes na lente, existem formas incríveis de conchas e estrelas, mas nenhuma é igual a outra. 

Grãos de areia ampliados 300 vezes

Enfim, somos todos indivíduos terráqueos constituídos de elementos energéticos, vibratórios de graus diferentes, porém nos agrupamos e vivenciamos as experiências disponíveis nos campos de conhecimento de todos os elementos que estão no mesmo grau que o nosso.

Por essa razão, a maioria dos seres humanos principalmente, são bipolares. Hora estão de bem com a vida, outrora mal humorados e assim, pulamos de graus energéticos várias vezes ao dia. 

Já reparou que os monges tibetanos, padres e esotéricos são bem mais calmos? Eles conseguem essa façanha porque se isolam das agressividades do meio ambiente. Eles evitam o convívio com outros seres, a fim de se protegerem da oscilação de seus graus energéticos. 


Como posso melhorar o meu grau energético?

Fazendo na medida do possível como os monges (risos)... Desfoque a atenção em tudo o que for desagradável e que você não possui o poder de mudar. Exemplo: Você consegue impedir que aquele prédio que desabou e matou dezenas de pessoas volte no tempo e evite o acidente? Então para quê ficar assistindo o sensacionalismo da TV que mostra a cena do desabamento repetidas vezes? 

Cada vez que você repete a cena, acessa o grau energético do desconforto, medo, revolta, tristeza, pânico, entre outros... 

Já que você não pode mudar a situação, feche os olhos, respire fundo e faça uma oração para as vítimas, envie mentalmente o seu amor e o seu abraço fraternal para os parentes das vítimas, mas evite ficar sintonizando com a tragédia, porque essa está em outro grau vibratório inferior e não lhe trará nenhum benefício.

Nós, meros mortais, que somos atacados o tempo inteiro pelas notícias desagradáveis, inseguranças e relacionamentos tóxicos, sofremos todo tipo de magnetizações, mas estamos aqui para aprendermos a lidar com isso. Essa é a nossa principal tarefa de vida! Se vamos passar na prova? Vai depender do quanto estamos dispostos a estudar...

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

O que está por trás da mensagem de Cristo?


 Por: Claudia Souza


Jesus Cristo tentou mostrar para a humanidade que a vida continua após a morte. Quando se atinge um grau de compreensão equivalente com as energias evolutivas, é possível criar milagres de todo tipo, assim como ele os fez e vários outros médiuns de passagem na Terra realizaram seus fenômenos.

Dos mentores espirituais que passaram na Terra e estão em serviço nesse momento, Jesus Cristo foi quem teve maior relevância, pois se submeteu em sacrifício à serviço do Pai Criador de todas as coisas. Ele esteve presente junto com os seus irmãos em sua época, tentando explicar em metáforas, objetivando fazer com que seus espectadores pensassem e refletissem sobre o que séculos depois foi decodificado por Alan Kardec. 

Naquela época, a humanidade tinha a crença de que o sacrifício dos animais e humanos, com derramamento de sangue agradava aos Deuses e também aos que acreditavam num único Deus impiedoso. Em nome dessa crença, atrocidades de todos os tipos eram cometidas.

Com um comportamento diferenciado para época, Jesus trouxe exemplos de amor e fraternidade aos seus semelhantes, demonstrando que a compreensão e o perdão agradavam àquele que ele chamava de Pai.

Os relatos dos espíritos comunicantes, de tudo o que acontece no plano espiritual (hoje em dia), nos planos superiores, é bem semelhante as demonstrações que Jesus deu aqui na Terra e que ele disse que iria criar: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai". Quando ele disse isso, não se referiu à sua pessoa, mas sim à consciência que estava implantando entre os seus aqui no plano Terrestre.

As suas demonstrações de cura, comportamentos e fenômenos, retratavam o que acontecia no plano superior espiritual: "Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu o teria dito. Vou preparar-vos o lugar."

Somente obtendo uma "consciência" crística é que nós como pessoas, podemos agir e tomar as nossas decisões capazes de manter um padrão energético favorável para acessar novos campos de conhecimento superior, aonde estão as informações necessárias para resolvermos todas as nossas questões com sabedoria enquanto passamos pela experiência da vida encarnada. Esse conhecimento essencial, uma vez acessado, proporcionará um estado mais evoluído, com emanações energéticas através dos pensamentos coletivos, que irão colaborar com a expansão cósmica como um todo.

Quando Jesus Cristo curava, estava utilizando os mesmos poderes que ocorrem nas câmaras de cura do plano espiritual e que foram relatadas por inúmeros espíritos psicografados por médiuns ao longo do tempo. Quem acompanha os ensinamentos espíritas e esotéricos já deve ter tido conhecimento desses relatos de espíritos, que contaram que ao acordarem da morte após um acidente receberam tratamento nas colônias e hospitais espirituais, recuperando-se de seus traumas e dores. Até mesmo relatos de outros que eram paraplégicos e quando acordaram sentiam os seus corpos perfeitos, com as suas capacidades motoras e na maioria das vezes se viam até mais jovens.

Os espíritos e mentores à serviço da evolução planetária, promovem os mesmos milagres de Cristo, porque ao retornarem do véu do esquecimento, sem a psicosfera poluída da Terra, recobram os conhecimentos da sua verdadeira missão, como centelhas evolutivas geradoras de energia. Eles possuem a verdadeira intenção de curar o outro, porque sabem que fazemos parte da mesma malha energética, e que curando ao seu semelhante, também está curando a si mesmo. Foi assim que Jesus realizou a cura aqui na Terra. Quando ele dizia: "A tua fé te curou" estava querendo mostrar que se tivermos fé no nosso poder de cura, ela ocorrerá, mas é preciso que tenha fé no "Eu sou". 

"Vós sois Deuses" significa que temos o livre arbítrio para escolhermos e decidirmos que tipo de energia vamos gerar para a pulsação do planeta em que vivemos, consequentemente ao sistema cósmico que vibra em constante expansão, criando novos planetas, sistemas solares e galáxias.

Jesus Cristo também pregou a tolerância e o perdão (muito raros naquela época), onde as dívidas eram cobradas com escravidão, e a violência selvagem ainda imperava. As pessoas se divertiam vendo as outras morrerem. O Nazareno mostrou que somente através da tolerância e do perdão é que os seres geradores de energia se livrariam das influências maléficas à que foram submetidos pelos espíritos dominantes de baixas frequências, que já foram chamados de anunakis, reptilianos, draconianos, anjos caídos, entre outros. Segundo as lendas, eles vieram de outros mundos e escravizaram a verdadeira raça terrícola; misturaram-se com as mulheres que aqui estavam e criaram uma nova geração de seres, reeducados sob o seu comando e sem o real conhecimento de sua capacidade, como passarinhos que nascem dentro de uma gaiola e que não sabem que podem voar. Esses seres somos nós...

O plano espiritual superior entende que a raça humana ainda sofre as influências desses seres. Muito embora, estamos evoluindo aos poucos, nos tornando mais maleáveis e compreensivos, estabelecendo novas leis menos destrutivas, motivo pelo qual, os espíritos superiores se comunicam sempre que podem com todos os tipos de médiuns que estão à sua disposição, para orientar e relembrar do nosso compromisso ao reencarnarmos aqui no plano terrestre. A compreensão e o amor incondicional em servir e ajudar na nossa libertação de todas as aflições, torna-se um compromisso assumido pelos espíritos que acordam e relembram que são parte do Deus criador de todas as coisas. Eles sabem que aqui na Terra, em estágio evolutivo prejudicado pelas ilusões bipolares da matrix, ainda somos incapazes de nos manter vibrando numa frequência capaz de materializar um planeta equilibrado. Os que conseguem mudar a sua realidade através da vibração elevada, quando atingem um certo grau energético, são capazes de criar uma nova realidade, que atualmente chamamos de "dimensão", o que corresponderia a um estado em que as aflições cotidianas das baixas vibrações como ódio, rancor, preconceitos e intolerâncias deixam de existir e novas preocupações, em estado mais evoluído tomam o seu lugar em rumo à estágios mais evoluídos de consciência, onde conseguimos resolver de maneira sábia as questões cotidianas e terrenas, passando a ter uma vida repleta de paz, harmonia e prosperidade aonde os desastres deixam de existir nessa dimensão. 

As religiões são muito úteis no exercício da fé, mas está chegando o momento da libertação das amarras mentais e psicológicas que colocam os seres humanos em desequilíbrio energético, com a sensação de eterno sofrimento e dependência do outro para ser feliz.

Quando Jesus fez o seu ritual do pão e do vinho, simbolizando o pão como o seu corpo e o vinho como o seu sangue, ele retirou a necessidade de seus discípulos compactuarem com sacrifícios de morte de sangue nos rituais, se predizendo como o cordeiro em seu sacrifício anunciado, se pôs à disposição para o sacrifício, sem tentar fugir do sofrimento, para que esse fosse o último e não mais se sacrificassem a vida animal ou humana em nome de Deus,  como ele mesmo disse: "Só o pai sabe a hora" e não caberia aos irmãos determinarem a hora da morte de seus semelhantes.

Desde então, na medida que a humanidade avança, a sua descoberta da própria força em sintonia com o "Deus Criador de todas as coisas" ou o "Eu sou", proporcionará uma limpeza da crença negativa e ampliará a potência criativa para as novas energias em consonância com crenças mais evoluídas e positivas, livres de maldades, preconceitos, desrespeitos e intolerâncias de toda ordem. As desordens que assolam o planeta, são as últimas tentativas dos planos inferiores em manter os homens vibrando em baixas frequências, a fim de interromper o processo evolutivo criado por Deus.

18/2/22- 6H52 

domingo, 29 de agosto de 2021

Por que as vozes de Deus foram caladas?


Por: Claudia Souza

De tempos em tempos a humanidade conhece ícones que trazem mensagens inspiradas falando em nome de Deus. Foram vários, desde o antigo testamento ao novo testamento, religiões e filosofias orientais, entre outros. Entretanto se destacam aqueles que falando em nome Dele, "O Senhor Deus", como se fosse um elemento humanoide, sofreram ataques na sociedade em que viviam. Entre esses estão Jesus Cristo que se auto intitulava "O Filho e representante de Deus na Terra", demonstrando aos seus discípulos os milagres que era capaz de fazer  e 1800 anos depois Bahá'u'lláh que se considerava como "Aquele que Deus fará Manifesto" ou a "Suprema Manifestação de Deus", pois estaria cumprindo uma profecia Babí.

Jesus Cristo foi calado e sacrificado em vão, porque embora tivesse seus poucos discípulos naquela época, representava uma pulga atrás da orelha dos observadores políticos que perceberam em sua figura populista um risco à soberania do governador e um líder de uma pequena célula que não colaboraria com o regime político daquela região. Jesus Cristo era uma concorrência desleal, devido a deidade que demonstrava, por possuir poderes metafísicos capazes de surpreender os magos e os mais respeitados sacerdotes preferidos do império. 

Tanto Jesus Cristo como os seus principais seguidores foram perseguidos e como diz o velho ditado: "Há males que vem para o bem..." - A vitimização dessa população, aumentou a quantidade de pessoas com afinidade à figura do Cristo e seus seguidores; ou seja, como a maioria era vítima do mesmo regime que mantinha pobres, escravizados, humildes e necessitados, a causa serviu para agrupar os seres em condições equivalentes dentro da crença nas palavras do Cristo, que representava a figura desses excluídos. 

Por incrível que pareça, na base da pirâmide aonde está a maioria da massa, crer na boa nova, nos paradigmas fora do poder dominante é o que dava aos dominados alguma sensação de poder e valorização de existência. Quando o dominante não tem o poder de comandar o meu sentimento e os meus paradigmas, ele perde poder sobre mim e ao menos nesse quesito eu tenho mais poder que ele,  e isso,  na maioria das vezes me enche de alegria e satisfação. 

Durante 300 anos, a mensagem que Cristo deixou aos seus apóstolos foram propagadas, aumentando assim o número de seguidores, até que deixou os montes e se ergueu como um templo, transformando a crença e a fé no Deus de Jesus num grande centro de arrecadação e dominação, se transformando numa das maiores empresas e acionistas até os dias de hoje. Surgiram inúmeros concorrentes da fé, com nomes e diferenciais, sustentados pela fé inocente desses servos, que incapacitados de perceberem a manipulação à que foram submetidos, atravessam séculos parados no tempo, desconhecendo o verdadeiro sentido da palavra de Jesus de Nazaré que foi deturpada e que teve a sua compreensão submetida aos prazeres da ilusão dogmatizada pela iniciativa de outro grupo dominante que trabalhou durante séculos em parceria com os imperialistas.

Você pode pensar que Jesus Cristo foi único a propagar as palavras do Deus dele; mas recentemente, dois séculos atrás, Bahá'u'lláh resolveu proferir pensamentos iguais aos do Cristo, que ponderam sobre a fraternidade, igualdade e solidariedade. Dessa vez, ele não foi crucificado, porque era de uma família da nobreza, mas seus discípulos passaram por muitos apuros e muitos morreram por medirem poder contra seus algozes e se recusarem a "mudar de opinião", enfim, morreram e sofreram como heróis da resistência. Mais uma vez, os dominantes não tiveram poder sobre eles. Como era de família política nobre, Bahá'u'lláh viveu uma vida de exílio, mas pode escrever vários livros, resultando em quase 7 milhões de seguidores nos últimos 200 anos. 

Os sacrifícios de todos esses seres humanos em prol de uma ideia, está demorando muito para enraizar no ser humano o verdadeiro sentimento da evolução moral e espiritual. Somos seres capazes de tantas realizações e criações, mas ao mesmo tempo, somos extremamente nocivos à nossa própria espécie e ao Planeta que nos mantém vivos.

A humanidade só vai modificar os seus caminhos em direção à autodestruição, no dia em que os humanos desistirem de serem "SEGUIDORES" e tornarem-se "PRECURSORES" de suas 'PRÓPRIAS" essências.

A falta de confiança que une os povos, provoca insegurança em relação às suas posturas comportamentais e religiosas.

Os homens que professaram sua fé como normativa para "seguidores", não imaginaram que suas palavras seriam interpretadas como "norma" de fé ou de comportamento. Eles vieram para lembrar à humanidade sobre a existência de um "Pai Criador" e o quanto todas as suas criações deveriam ser tratadas com o devido respeito, pois todas as criaturas e elementos existentes no universo provém do mesmo "Deus" ou "Formas variadas de energias" ou "Inteligência Soberana" ou "Força concentrada dos elementos de Grau", etc...

Quem condenou "As vozes de Deus" ou "Representantes de Deus" a uma morte precária, foram seus próprios seguidores inocentes e ignorantes da sua real essência e perfeição individual. Se eles soubessem o poder que possuem (como dizia o Cristo e mais tarde Bahá'u'lláh, entre tantos outros), viveriam suas vidas compenetrados no exercício de sua fé incondicional e silenciosa no "Criador de Todas as Coisas"; fazendo em suas vidas, as mudanças necessárias, dando os melhores exemplos de bem maior e amor sem dotações, regras e punições para a posteridade.

Como a maioria dos animais, o ser humano pode aprender por observação e repetição. Os exemplos passados de pais para filhos é que determinam as tradições de diversos grupos. Haverá uma só religião quando todos perceberem que o melhor para um é o que for melhor para todos, através do respeito mútuo, compreensão, autodeterminação, independência, auto superação e amor ao próximo como a si mesmo. 





sábado, 24 de julho de 2021

AS SUAS DÍVIDAS ACABARAM e SURGIRAM OS SEUS COMPROMISSOS!

Marta no Jogo Brasil X Holanda em 24/07/2021 - Olimpiadas no Japão
Foto: CBF



Hoje aconteceu o jogo de futebol feminino BRASIL x HOLANDA nas Olimpíadas do Japão (3x3). No final do Jogo, o time e a equipe de apoio se juntaram e fizeram uma oração. Rezaram um "Pai Nosso" em agradecimento.
 
O comportamento das pessoas influencia na frequência energética planetária, afinal, é aqui que nós nascemos, crescemos, vivemos todas as nossas experiências, morremos e deixamos as nossas sementes em forma de filhos, ações, realizações e ensinamentos, que serão usufruto daqueles que ficaram.

Durante um jogo de futebol por exemplo, o corpo físico entra em movimento, as células se agitam, a respiração se altera e a adrenalina faz com que o cérebro aumente a nossa capacidade criativa.
Imagine um (a) jogador (a) de futebol usando a sua total capacidade para dribles e defesas inesperadas, com milésimos de segundos para tomar uma decisão durante uma partida...

Você deve estar se perguntando: "Aonde que eu quero chegar com esse papo?" Pois bem... vamos lá.
A potência orgânica no momento da superação, resiliência e tomada de decisão, auxilia na expansão da energia criativa dos seres humanos, que quando reunidos numa só intenção conseguem realizar o que muitos chamam de "colapso de onda", ou seja, a união da mesma frequência vibratória que quando atinge uma alta potência, cria uma onda capaz de transformar um desejo em realidade.
 
Isso não ocorre num piscar de olhos, mas se soma a uma onda criativa já existente no cosmos desde a criação de todas as coisas.

Arqueólogos descobriram ferramentas e utensílios muito parecidos em lugares longínquos do planeta com um mistério que permanece nos ensinamentos: Como civilizações que não tinham como se comunicar ou viajar para longas distâncias, desenvolveram as mesmas habilidades ou coisas, sem trocar informação? A geometria de pirâmides, utensílios e até soluções encontradas por macacos para facilitarem as suas rotinas, são praticamente iguais em locais longínquos. A pergunta é? De onde eles tiraram as informações necessárias para desenvolverem as mesmas habilidades?

A resposta está no que os teóricos esotéricos chamam de "campos akáchicos" ou "campos homologados (Filosofia Cristiciísta).

Nesses campos, contém as frequências vibratórias, ou experiências vivenciadas por todos os seres que passaram pela Terra que ficam impressas no sistema cósmico.
 
É de lá que vem a sua intuição, a inspiração artística, a tendência para exercer diversos tipos de profissões, enfim, tudo aquilo que você desenvolve por um conhecimento de essência. Conseguimos identificar isso quando notamos que temos facilidade em desenvolver uma habilidade naturalmente, sem nunca termos ido a uma escola ou alguém ter nos ensinado... É lá que está aquela frequência que você acessou e descobriu algo que resolveu intuitivamente. Por isso, quando nos unimos em oração, em festa, em luta por alguma causa, conseguimos mudar o ambiente no qual estamos inseridos.

O poder de uma oração realizada em prol de algo, no momento em que estamos vibrando altamente positivo através da alegria e do amor, tem um resultado milagroso.
 
No caso das nossas jogadoras, o cosmos recebeu a oração e a forte intenção com sentimento de vitória, e essa energia cocriativa que elas emanaram, se somaram às outras tantas que já estão lá naqueles campos de informação, junto com os meus, os seus e de todos os nossos irmãos que em algum momento vibraram na mesma frequência aqui na Terra. Por isso, quando você estiver passando por alguma dificuldade, desfoque do problema e foque no contrário. Lembre-se que existe um campo com todas essas vibrações energéticas da vitória, da conquista e do amor, que você pode acessar, mas você somente conseguirá, se aumentar a sua frequência vibratória. Isso ocorre à partir do momento em que você decide agradecer pelo o que ainda não tem, como se já tivesse conseguido. E agradecendo também por tudo aquilo que possui, conseguirá acessar as informações de todos aqueles que são gratos também, por inúmeras bênçãos e conquistas, o que sem dúvida, fortalecerá a sua energia para atrair mais poder de reação. É como se você quisesse pegar um pote de açúcar guardado no alto do seu armário. Você sabe que ele está lá à sua disposição, mas tem que fazer algum esforço para pegar sem deixar cair das suas mãos. Você tem a certeza de que basta pegar uma cadeira ou escadinha, subir, se esticar e vai conseguir pegar o pote que deseja.

Faça uma experiência. Se você nunca tentou, vou te ensinar um exercício para se conectar.

1 - Repita comigo: "Eu posso e realizo, porque sou filho (a) de Deus / Eu sou um Deus em potencial / Eu consigo tudo o que eu quero / É só pedir e ir ao encontro / Tudo o que eu quiser de bom e positivo virá até mim." (Repita algumas vezes até sentir que está parando de pensar no seu problema).
Agora comece a repetir várias vezes, quantas puder, o contrário daquilo que está te perturbando. Por exemplo: Se o seu problema ou preocupação for com as suas dívidas, reformule para as frases positivas. O seu cérebro só entende aquilo que você souber programar direito.

2 - Comece definindo na sua vida, que você não possui "Dívidas". Pense: Eu não tenho dívidas, tenho compromissos que assumi. (Afinal, compromissos, não são dívidas). Você precisa se livrar da crença de que tem dívidas e começar a assumir os seu "compromissos".

3 - Esvazie a sua mente com o mantra do item 1, respire fundo enchendo o seu peito de ar e soltando até se sentir aliviado.

4 - Agora chegou o momento importante de reprogramação do seu cérebro. Comece a conversar com o seu cérebro afirmando com a potência de um atleta: Eu consigo arcar com todos os meus compromissos / Sou grato (a) porque todos os meus compromissos estão pagos / Eu sou rico (a) / O criador me dá mais do que eu preciso para honrar os meus compromissos / Eu sou imã para o dinheiro / O dinheiro vem até mim de forma rápida e objetiva/ As pessoas gostam do meu trabalho / As pessoas compram ou contratam os meus serviços / Eu atraio tudo de bom / Eu consigo tudo de bom / Eu tenho facilidade para organizar as minhas contas / Eu sei administrar o meu dinheiro / Eu gasto meu dinheiro com sabedoria / Eu assumo somente os compromissos que consigo arcar / O dinheiro vem até mim / Eu sou próspero (a) / Eu sou positivo (a) / As pessoas gostam de mim / Eu sou grato (a) por tudo de bom que tenho em minha vida / Eu descubro todas as soluções necessárias para arcar com todos os meus compromissos / Eu sou uma fonte de inspiração de solução de todas as coisas.

5 - É necessário repetir isso como se fosse um treino de atletismo, pois o nosso cérebro assimila e se convence de alguma coisa e potencializa a atração somente depois de muitas repetições. Lembre-se como você teve que exercitar muitas vezes até conseguir escrever e ler as palavras. Agora que o seu cérebro aprendeu, você lê e escreve como num passe de mágica não é mesmo?

Se fizer essa prática, você vai perceber que alguns dias depois, as soluções para os seus "compromissos" passarão a surgir na sua mente; elas surgirão em forma de oportunidades de trabalho, negócios, presentes, novas ideias, etc...

Tente, experimente! Tem um campo de informações imenso no cosmos que você pode usufruir, desde que vibre alto e se esforce como um atleta para entender que somente boas coisas estão ao seu dispor. Esse é um exercício permanente, um treino contínuo, porque aqui na Terra estaremos sempre suscetíveis aos incômodos das frequências baixas.

O que a Lei dos Homens pretende é dividir as pessoas entre esquerda e direita, ricos e pobres, héteros e gays, e assim por diante, mas se lembrarmos que todos somos terráqueos e produtos da mesma semente cósmica, quando estamos unidos na mesma intenção, criamos uma onda em consonância que ficará à disposição de todos os que precisam acessar nos diversos momentos de suas vidas.

Mas para isso, é necessário teimar, se esforçar, se despir dos rancores e preconceitos, amar ao próximo como a si mesmo e principalmente, agradecer por todas as coisas boas que você tem e que ainda deseja alcançar.

Seja um cocriador do seu futuro.
"Foco, Força e Fé".

segunda-feira, 21 de junho de 2021

Como aniquilar o Anticristo?



Por: Claudia Souza

Milhares de pessoas esperam pela chegada de um anticristo na Terra. Será verdade que vem?


O anticristo já está aqui há milênios, ele existe antes de Jesus Cristo nascer. Ele persiste na maldade humana, no desrespeito com próximo, na falta de gratidão com tudo o que recebemos de bom no dom da vida, na corrupção que mata desde o princípio; na incapacidade de percebermos o nosso desrespeito com o próximo, na crueldade com as outras espécies, etc.

O anticristo está nas ações impensadas de cada um de nós. Não existe outro caminho para impedir a ação do anticristo, senão combater os nossos próprios defeitos.

Quem alimenta o anticristo é a própria humanidade que desconhece a escala evolutiva e não possui a percepção de análise para raciocinar sobre as ações humanas desde os primórdios da história, nos episódios de escravização, holocaustos, discriminações e injustiças sociais.

O anticristo está vivo e sobrevive entre nós, que munidos de total ignorância e noção de auto análise, alimentamos uma energia que pode ter ou não forças para sobreviver.


Depende de nós, criar ou matar o anticristo.

A massa energética vibratória no sistema terrestre é composta de um valor quântico que é determinado pela somatória da potência vibratória individual.

"Luz X luz = massa X massa" ou seja: O destino da espécie humana vai depender da multiplicação da potência energética entre os indivíduos que vibram na mesma sintonia em vários níveis.
A multiplicação dessa sintonia resulta num valor quântico de luz capaz de "*protoplasmatificar a forma", ou seja, colapsar uma onda energética que produzirá a massa, a reação em cadeia, a condensação, ou para simplificar, a materialização de todos os desejos, bons e ruins.

Se a maioria vibrar sobre o ódio, rancor e divisão, com o tempo, guerras, conflitos e diversos motivos que levarão à mais desses sentimentos serão materializados. Do contrário, será o mesmo; se a maioria vibrar amor, fraternidade, respeito e solidariedade; mais desses movimentos surgirão na Terra, trazendo ferramentas possíveis de serem utilizadas para acabarem com a miséria humana.

Se as igrejas reverenciarem o Cristo crucificado e martirizado na cruz, mais dessa energia de martírio e sofrimento surgirá na Terra. Esse é o sentimento anticrístico. Portanto, aos que creem em Jesus Cristo, reverenciem o homem amoroso e fraterno como conta a história e retirem de suas memórias akáshicas os ensinamentos sobre a ira cruel de Deus, os pecados do mundo e o flagelo de um homem inocente, como ponto de partida para a crença no Deus maior. 

Deus não teve nada a ver com as ações humanas.

Deus é pura energia inteligente, concentrada que organizou todas as moléculas existentes que criaram tudo o que existe no planeta e no universo. Todas as formas de vida distribuídas pelas galáxias em desenvolvimento, são alimentadas por forças regeneradoras que interagem entre os seus opostos; por isso, podemos até pensar que o mal é necessário para o desenvolvimento das espécies e nós só chamamos essas forças de mal quando elas não servem aos nossos objetivos. "Tudo o que não me serve, considero como um mal, certo?" Na maioria das vezes pensamos e agimos assim. 

Portanto, o que chamamos de "Anticristo" são as forças regenciais opostas ao que consideramos como útil aos nossos objetivos. 

Como expurgar o "Anticristo" de vez?

Renove-se e regenere-se, pois só assim você terá o poder de extrair o anticristo do seu mundo particular.
Veja sempre o lado bom das coisas, por pior que elas possam parecer. Doe o melhor de si e valorize o melhor dos outros. Reescreva a sua realidade, saia da caixinha e veja novos programas de TV que tirem você da sintonia da violência, do ódio e das coisas negativas. Consuma informações úteis, engraçadas que te façam sorrir e se divertir; aprenda coisas novas, colabore com os que estão fazendo o bem ao próximo, enfim, reinvente-se. Só assim você vai conseguir banir as influências desse anticristo da sua vida. Quando a massa quântica de vibração positiva atingir um ponto alto, as energias que acreditam em tudo o que for belicoso e destrutivo perderão a sua força e o mal não passará de uma "picadinha de formiga" que você vai sentir, mas não vai morrer por causa disso.
Quando todos vibrarem o amor, carinho, respeito e responsabilidade, assim como o mal foi materializado pela mente humana ele será desmaterializado e deixará de existir. Desintegre de uma vez por todas o seu anticristo pessoal e faça com que o Jesus Cristo divino, vivo, amoroso, real e principalmente descrucificado permaneça na face da humanidade. Tire Jesus Cristo da cruz e reverencie o Cristo ressuscitado, refeito, curado, sadio e iluminado dentro do seu coração. Essa vibração energética é quântica e fará com que a luz divina penetre no seu ser e na sua mente, acalmando e revigorando a sua jornada sobre a face da Terra.

Independente da sua crença, a boa energia e os bons pensamentos são a antítese do mal.


*Protoplasmatificação da forma: São termos divulgados por espíritos da Ordem de Melquesedeque e estão incluídos na literatura da Filosofia Cristiciísta, psicografada pelo médium Adilson Teixeira de Godoy - www.filosofiacristiciista.com.br

domingo, 1 de novembro de 2020

A busca pela cura

Drª Márcia Mayumi Fujisawa

Muitas vezes, ao nos depararmos com algum incômodo, dor, sangramento, procuramos o auxílio de um profissional médico, a fim de obtermos um diagnóstico, um tratamento. Na maioria das vezes, se pensa e busca tratar somente o físico, mas nós somos um ser bio-psico-sócio-espiritual, em outras palavras, temos um corpo, uma mente, nos relacionamos em sociedade e buscamos a transcendência (tendo religião ou não).

Entender esta dinâmica, nos ajuda a tratar a pessoa como um todo, e não parte dela. Ajuda também o paciente se dar conta de que precisa se cuidar como um todo, e não somente tomar um medicamento.

Certa vez atendi uma pessoa no pronto atendimento com queixa de dor de cabeça. Ela estava tendo crises há algum tempo, tinha histórico de passagens pelo pronto socorro, já havia feito uma investigação, mas o fato é que não melhorava. Após duas medicações diferentes, sem melhora, fui novamente conversar com o paciente, afinal devia ter mais alguma coisa. Ele não havia associado a perda do pai, há alguns meses, a essa dor, mas os fatos coincidiam. Chorou bastante, pois ainda estava tudo muito vivo, era recente. Sem mais nenhuma medicação, ele melhorou. Era a dor da perda que estava desencadeando a dor de cabeça.

Em relação à nossa parte social, devemos considerar que não vivemos sozinhos, precisamos uns dos outros. Nossos familiares, amigos podem ser importante fator para contribuir com a nossa melhora. Ter alguém, se sentir amado, saber que alguém próximo se importa conosco faz muita diferença.

Do mesmo modo, sabe-se que pessoas que têm fé, que rezam, conseguem obter melhores resultados em tratamentos de câncer, doenças cardiovasculares, além de conseguirem melhores taxas de êxito para controlar algum vício, como parar de beber e de fumar. Cientificamente já se observam vários trabalhos que comprovam que a espiritualidade/religiosidade interferem no processo saúde e doença. Entenda-se espiritualidade como busca pessoal para entender questões finais sobre a vida, seu sentido, e religiosidade como aquilo que o indivíduo acredita, quando segue e pratica uma religião.

Muitas pessoas que buscam fortalecimento pela espiritualidade vivenciam todos, ou pelo menos, alguns destes pontos: perdão, gratidão, auto-perdão, resiliência, amor. Estas atitudes e sentimentos acolhedores, quando colocados em prática, beneficiam o nosso organismo.

Quando temos dificuldades ou não conseguimos perdoar, sentimos raiva ou rancor, esses sentimentos agem como um veneno, desencadeando transtornos de ansiedade, depressão, estresse crônico, comprometendo a nossa saúde mental e física. 

Ter consciência de que temos um corpo, uma psique, vivemos em sociedade, e temos uma dimensão espiritual, faz com que compreendamos e cuidemos de tudo que nos envolve. Para termos saúde, todas estas áreas precisam estar bem, e não é somente com um medicamento que alcançamos a cura!




Drª Márcia Mayumi Fujisawa é missionária da comunidade Canção Nova e médica no Posto Médico Padre Pio, em Cachoeira Paulista (SP).








domingo, 20 de setembro de 2020

A NATUREZA NÃO É NOSSA, NÓS SOMOS DA NATUREZA

Por: Claudia Souza


Assistindo uma entrevista do físico Marcelo Gleiser com o ativista indígena Ailton Krenak, em certo ponto, ele disse: "A natureza é nossa..." e essa reflexão me trouxe à essas linhas. 

Eu arrisco afirmar que a natureza não é nossa, nós é que somos da natureza. No momento em que a Terra resolver se recuperar, ela eliminará os humanos de dentro dela em fração de segundos.

O planeta Terra ainda não tomou essa decisão, porque todo o sistema cósmico ainda depende da pulsação energética criada pelos seres humanos para que seja possível a evolução do universo. Como disse Krenak: "os humanos são uma bactéria que desequilibra o planeta..." e, como o "mal" como é conhecido, é um "mal necessário", para provocar a interação e pulsação energética (do ponto de vista metafísico), somos excelentes geradores dessas diversas potencias de energia. A "mãe Gaia" permite essa efervescência barulhenta e borbulhante provocada pelos humanos; porém como uma mãe, a baderna desses filhos de vez em quando precisa ser controlada e silenciada se for necessário.

A Terra começa a dar novamente os seus sinais de que pode intervir em qualquer momento, pois a confusão não pode sair do controle. As queimadas nas florestas tem dado indícios de fogo que nasce do interior da terra, enquanto os humanos discutem e culpam as autoridades das formas de combate, sem se dar conta de que os comportamentos energéticos e sociais é que estão materializando diversas reações. O que consideramos como uma reação que pode destruir a raça humana, do ponto de vista global, pode ser apenas uma transformação ou uma transmutação para um outro estágio planetário, que aos olhos dos pretenciosos seres humanos, pode ser fatal, mas aos olhos do criador não passaria de uma modificação necessária para a sua continuidade.

Recentemente no Brasil, focos de incêndio com fogo gerado embaixo da terra estão sendo detectados. O fenômeno ocorre pelo depósito de folhas que geram gases inflamáveis através de faíscas e o fogo inicia debaixo da terra queimando as raízes que emanam apenas fumaça. Segundo os bombeiros, esse tipo de incêndio é dificilmente combatido. 

Novos vírus e gases estão se materializando através dos desequilíbrios da natureza, com os componentes químicos derramados em plantações, combustíveis e todo tipo de sujeiras depositados nas águas e no ar. Para colaborar com a destruição, os grupos políticos de algumas regiões do mundo, não se preocupam com as questões ecológicas e de saneamento básico.

A natureza ainda vai revelar muitas surpresas para a espécie humana e quando finalmente ela decidir, criará o seu próprio inseticida natural para exterminar as pragas que estão comprometendo o ciclo evolutivo. 

Os indígenas respeitam a terra, os vegetais e animais. O respeito às florestas e o contato mais natural com os elementos da Terra, favorecem o entendimento daqueles que desprezam as pessoas intituladas por eles como "loucas" ou "esquisitas", porque conversam com animais e plantas. A ciência tem demonstrado e comprovado as teorias dos velhos sábios que sempre valorizaram os elementos da natureza.  

Quando o cientista Masaru Emoto fotografou as células de água submetidas ao pensamento, músicas e palavras, comprovou que toda a produção emocional e energética dos seres da Terra, influenciam toda a cadeia composta por água. 

Na experiência, Dr. Emoto expôs a água nas diversas manifestações e congelou para examinar os pequenos cristais da água em um microscópio, verificando que de acordo com a manifestação às quais foram submetidas, as partículas tinham formas diferentes; portanto, podemos concluir como reagem todos os corpos compostos por água. Imagine nossos corpos, os vegetais e a Terra com os seus oceanos!

Podem haver várias soluções e resultados inusitados para a materialização desse bolo energético e é isso que os nossos ancestrais e até os animais estão tentando nos mostrar através dos ensinamentos pouco disseminados ao longo das eras, através dos conceitos filosóficos e religiosos.

Os Avatares, mártires e ícones da nossa história, nos remetem ao ponto de reflexão para a mudança do comportamento energético dos seres humanos através de suas mensagens de paz e amor.

Somente quando se tiver conhecimento e a vivência prática dos conceitos de paz e amor, os humanos passarão a interagir com o planeta Terra. Somente o "amor" pela natureza, pode fazer o ser humano refletir sobre as suas ações, com relação ao desmatamento, preservação de outras espécies, uso consciente dos combustíveis fósseis, naturais e minerais, consumo exagerado, desperdícios e combate à violência contra outros seres. 

A paz depende exclusivamente do amor e só pode ser conseguida, quando os humanos aprenderem a produzir suas frequências energéticas baseadas no princípio de respeito ao próximo, seja ele de qualquer natureza. Se os humanos aprendessem a amar, não existiria exploração humana, guerras de poder, matança animal e desequilíbrio ambiental.

A Terra promove a seleção natural ao longo do tempo em suas diversas regiões. O que o homem não consegue destruir pelas suas próprias mãos, realiza a materialização de suas energias, através do próprio organismo planetário. 

A única certeza de temos é que esse planeta luta diariamente para sobreviver com essa espécie humana que a degrada à cada dia e ela vai sobreviver enquanto puder. A raça humana começa agora a sua jornada para as conquistas interplanetárias e já começa a poluir e sujar o universo com os lixos cósmicos que está levando para fora. Só resta saber as consequências universais que isso provocará ao longo do tempo. 

Como estamos todos interligados, e a ciência já comprovou que a vida depende da irradiação solar para a produção da vegetação do planeta Terra, assim como a lua que controla as marés e as águas, devemos nos cercar de cuidados pessoais ao emanar as nossas energias cósmicas, pois podemos materializar doenças planetárias em outros planetas também.

Quem é que sabe se nosso sistema solar não depende do calor dos planetas quentes, ou dos gases emanados pelos planetas gasosos?

Pense nisso antes do seu próximo pensamento.